terça-feira, 20 de março de 2012

"A vida da gente"

Hoje eu acordei triste, com vontade de chorar,mas lembrei que não podia me abater pq tenho um bbzinho lindo pra cuidar.
Ele alegra os meus dias e não há tristeza q resista ao seu sorriso.
Sei que tudo vale a pena por ele.
Isaac foi tão desejado que um simples olhar e até suas manhas, me fazem feliz.
As vezes reclamo, acho que não vou conseguir.
Muitas vezes me desesperei nesse quase 1 ano.
Chorei sim! E por muitas vezes me perguntei "o que foi que eu fiz com a minha vida".
Hoje eu sei exatamente o q fiz.
Me dei a oportunidade de experimentar uma vida maravilhosa ao lado do meu filho.
Ver aquele sorrisinho pela manhã é tudo que eu sempre quis, é tudo o que eu mais quis.
Um dia acordei e declarei: "Quero ter um filho!"
No inicio tinha q ser um menino e tinha q ser gerado por mim.
Depois de alguns meses eu queria apenas ser mãe. Não precisava ser aquele filho idealizado no inicio.
Daí eu já não pensava que precisava ter um filho, eu só pensava q precisava ser mãe.
e assim foi.
Como o bb não vinha decidi relaxar um pouco. Comecei a frequentar grupos de adoção pq sempre fui apaixonada pelo tema. Daí já não buscava mais ser mãe naquele momento.
As coisas não estavam boas para se ter um filho. Eu estava desempregada e meu marido estava pra ficar desempregado tambem. Mas eu tinha muito amor pra dar. Um amor que não cabia no meu peito, parecia que eu ía explodir.
Surgiu a oportunidade de dar carinho a uma criança que precisava muito de referências.
Foi aí que eu abri meu coração e fiz meu marido abrir o dele tbm.
Não podiamos ser pais, mas podiamos ser padrinhos afetivos.
Daí foi aquele corre-corre, até q num email a juiza responsavel me indicou uma criança.
No email só me dizia q era um menino negro de 9 anos e hiv+.
Daí começou toda aquela história que quem acompanhou meu antigo blog já conhece.
Conversas por email com a juiza,entrevistas com psicóloga,visita domiciliar feita pela assistente social, visitas ao menino no abrigo... Depois de tudo isso a melhor noticia veio.
Podiamos buscá-lo pra passar as festas de fim de ano em casa.
Foi uma época maravilhosa.
Me dedicava inteiramente a ele.
Mas a vida muda como o mar. Uma onda veio e nos separou depois de meses.
Não foi um tsuname, foi uma marolinha.
Tudo aconteceu de forma tranquila pra ele, foi por escolha dele q nos separamos.
Sofri, chorei, deprimi, fui parar no psicólogo e até hj me dói a ausencia dele.
Depois de tudo decidimos voltar a sonhar com nosso filho.
No mês de julho de 2010 decidimos adiar a chegada do nosso filho pois meu marido ficou desempregado, esperariamos a dona M, q sempre vinha atrapalhar nosso sonho,e voltaria ao ac.
Pra nossa surpresa dona M não veio.
Isaac já estava em meu ventre.
O resto da história vcs conhecem!

Hoje, qndo me encontro triste e perdida, lembro de todo o caminho q percorri até aki
e percebo que tenho um motivo enorme pra prosseguir.
Filho, vc é meu grande amor. Deus me deu vc pra eu ser feliz.

Hj dia 20/03 faz 1 ano que aconteceu o chá de bb do Isaac.
Naquela época eu me preocupava com o chá. Hoje me preocupo com o 1º aniversário.

Bom, eu disse tudo isso pq eu precisava falar, precisava desabafar, precisava relembrar, precisava reviver.
Parece uma novela, mas é a realidade da minha vida.

Outro dia eu volto com mais realidade.

Bjs

11 comentários:

Pris Scheidegger disse...

É... nossa vida é assim, cheia de altos e baixos...Mas o mais importante são as pessoas que amamos... são elas que fazem valer a pena viver. Bjsss

Camila Sabino disse...

È amiga estamos na mesma tambem estou me sentindo assim, é a vida né! Somos humanas e podemos sim nos sentir cansadas e tristes, mas sempre levantando a cabeça e vendo o quanto Deus foi maravilhoso em nossas vidas nos dando nossos filhos, pois tem pessoas que não podem ter e daria tudo para te-los, procuro pensar assim quando me vejo perdida no dia a dia! Melhoras para nós!

Kariny disse...

Amiga, na vida a gente passa por momentos de desânimo mesmo, tem vezes que bate um desespero (principalmente no 1o ano) essas coisas acho que acontecem com todas as mães! Mas adorei conhecer mais sobre a sua história, eu não conhecia alguns detalhes, e só me fez ver o quanto Deus está sobre a vida de vocês e o quanto Ele é fiel! Beijos!

Anjinho disse...

Ai amiga eu ñ conhecia esse lado da quase possível adoção....
mas Deus é fiel, e deu o teu filho do teu ventre.........ñ q o adotado vc amasse mais ou menos, mas eu sempre digo, há coisas q a adoção ñ pode conceder, por exemplo o nosso barrigão, a possibilidade de amamentar, vê a nossa face no rostinho do nosso bb, senti-lo mexer, essas coisas......
mas Deus é maravilhoso e parabens ao Isaac.
bjokas e boa semana.

Sil Reis disse...

VIU COMO VC TEM UMA HISTÓRIA LINDA, QUE MERECE SER CONTADA E RECONTADA INÚMERAS VEZES!?!

Cláudia Leite disse...

Nossa Queli, eu não sabia da tua história com a adoção, obrigada por partilhar agora.

Há dias em que é necessário falar, escrever. Devemos ouvir e ler de alguém sobre aquilo que nos aflige.

Bjo em vcs!

Vanessa Orgélio disse...

AI Queli! Que lindo!
Eu acompanhei a gravidez do Isaac de pertinho aqui pelo blog... E sei o quanto esse bebezinho foi sonhado!
Pode desabafar quando quiser lindona!
E obrigado pelo comentário lá no blog!
Beijão!

Grauce disse...

Ai, Queli (somos chára, meu nome é Grauce Keli rs), sabe que eu também já me senti assim, pensar oq eu eu tinha feito??

Mas na mesma hora a gente se arrepende! Não tem amor maior que esse!

A festa do Isaac é quando? Qualquer coisa te mando o passoa a passo por e-mail, eu ainda não comecei a confeccção das caixinhas, mas dá pra te ajudar.

Qualquer coisa, estamos ai!

Carol Liôa disse...

amiga eu ñ sabia dessa sua historia! com certeza uma linda historia q p izaac ira amar ouvir e se orgulhar!! bjsss

Anônimo disse...

amiga, a sua historia eh muito linda...... linda como eh vc, te adoro muito !!!!!!! vc eh uma mega blaster mamae super dedicada, Isaac escolheu bem a mãezinha dele !!!! um beijo meu e da lorenna tb.

Li disse...

É isso aí! Alegre-se, Deus te deu um filho para fazer da sua vida e de seu marido pessoas ainda mais felizes, completas e realizadas!!!

beijos!

Lívia.