terça-feira, 22 de maio de 2012

Sobre o fim da amamentação.

Já faz tempo que o desmame aconteceu por aqui e vocês devem ter percebido que eu falei bem pouco sobre o assunto.
O desmame aconteceu de forma natural pro Isaac, pq foi ele quem decidiu que não queria mais.
No começo eu achava aquilo o máximo,pois sempre morri de vergonha quando tinha q tirar o seio pra a amamentar em  publico.
Como minha meta era começar o desmame quando ele completasse  1 ano e meio de vida, persistia em amamenta-lo para dormir, durante a madrugada e pela manhã.
Sendo assim, a amamentação só ocorreria durante a noite e eu não precisaria tirar as peitolas na frente das pessoas.
Comecei a perceber que Isaac não pedia mais o mama pra dormir e confesso q as vezes estava tão cansada que não insistia, mas pela manhã eu estava firme e forte amamentando a cria.
Depois de um tempo eu comecei a perceber que eu tinha que oferecer pq ele já não procurava mais e tentei voltar a amamentar durante o dia.
A amamentação é um momento tão bonito de extrema ligação entre mãe e filho. Não queria que esse momentinho nosso acabasse tão cedo.
Comecei a perceber que eu estava agindo como as mães que eu tanto criticava.
Já li blogs q as mães forçam seus filhos a mamar no seio pq é uma necessidade que elas tem, as vezes usam a desculpa de que a amamentação prolongada é a melhor coisa a se fazer por seus bebês e blablablá.
Achava aquilo tudo uma violência e talz...
mas um dia me vi fazendo o mesmo.
Fiquei tão desesperada que um dia obriguei o Isaac a mamar.
Eu lembro que ele sacudia a cabeça e eu feito louca, já querendo chorar, tentava o forçar a mamar a qualquer custo. Eu repetia pra ele que seria o melhor pra ele.
Ele relutou mas no fim eu venci.
Fiquei tão feliz de vê-lo mamando.
Lembro como se fosse hj.
Era um sábado á noite.
Ele mamou bastantão, tanto que dormiu.
Foi a ultima mamada do meu bb.
Ainda lembro a carinha de felicidade dele, parecia querer me dizer que daquele momento em diante aquela cena se repetiria por mais um longo tempo.
No dia seguinte pela manhã, eu, toda boba, tirei o peitão e fui amamentar o Isaac.
Pra minha tristeza ele rejeitou novamente.
Eu não conseguia entender o pq, já que ele havia mamado na noite anterior.
Lembro que eu já ía entrar em desespero novamente, mas respirei fundo e percebi que não dava pra violentar meu filho daquela forma.
Ele já tinha decidido.
Eu sempre dizia que as pessoas precisavam respeitar meu bb pq ele era um ser humano.
Nunca gostei q as pessoas ficassem de agarramento com ele qndo ele não queria.
Eu brigava até com a minha mãe quando ela começava a irritá-lo.
Eu sempre pedia que o respeitassem e eu não estava fazendo isso.
Não foi fácil aceitar. Ele tinha  11 meses,Hoje já esta com quase 14 meses e ainda me dói demais.
Contei pra vcs da gatinha que apareceu lá em casa.
Quando a vi amamentando me deu um nó na garganta. Me  senti a pior das mães.
Daí comecei a perceber que pra mim estava sendo mais difícil o fim da amamentação que pra ele.

Isaac estava certo do que não queria, mas eu não queria aceitar.
O pior é que mesmo tendo essa noção eu ainda sofro.
Qndo visito algum blog e o assunto é amamentação eu nem leio o post, toda vez q vejo alguma mãe amamentar eu me sinto estranha, vazia. Não sei explicar direito.
O mais engraçado é que eu achava desnecessário e irracional todo esse dramalhão que as mães fazem quando o bebê decide parar de mamar no peito.
Hoje me vejo na mesma situação das mães que eu julgava serem loucas.
Tento repetir pra mim que foi no tempo dele pra ver se eu aceito, mas ainda não consegui aceitar.

Agora eu vejo q ser mãe é uma doce viagem mesmo, mas que nos faz chegar á beira da loucura.
É a loucura mais doce, mais intensa e mais maravilhosa da minha vida.
Sigo errando, acertando e aprendendo, mas não me arrependo de ter escolhido ser mãe.

bjssss



8 comentários:

Anjinho disse...

oi amiga, tenho colegas de tabalho q estão na luta pelo desmames, inclusive com filhos de 3 anos e tal...aff!
bom, o fato é q a mulher ñ pode esquecer que além de ser mãe, tem q se esposa, então ao meu ver, tdo tem seu tempo, inclusive o da amamentação.
Porém, ñ dou pitaco, pq cai logo todo mundo em cima de mim.
VC FALA ISSO PQ Ñ TEM FILHOOOOOOOOOO.
são poucas as mamães q concordam comigo, mas, fico feliz q existe sim aquelas q concordam.
bjokas!

mandy chaves disse...

não fique assim não...vc é uma excelente mae, amamentou seu filho até quando ele quis 11 meses, tem maes que nao amamentam seus bebes por estética ou desistem na primeira rachadura, nao fazem o menor esforço para amamentar, o issaac escolheu a hora de parar e vc respeitou isso é muito legal.

aqui eu q tirei ele do peito, tbm com 11 meses, pq só queria mamar e estava deixando de comer dai pelo bem dele resolvi tirar, ele voltou a se alimentar bem e foi tudo muito tranquilo.

bjosss

JULIANA TEREZA DESIGN disse...

oi obrigado pela visita , chegou tudo sim o dono do site foi super simpatico comigo adorei , as pecas sao de malha bem fresuinha para meu clima aki e otimo ok

Kariny disse...

Ah amiga, imagino que esse "nó na garganta" seja normal mesmo, mas fico feliz que esse desmame foi de forma natural! Deve ser muito difícil pra criança quando tiram a força... Confesso que eu estou esperando esse desmame natural até hoje, a Kamila já está com 2 anos e 8 meses e ainda mama, acredita? Acho que vou ter que tirar na marra mesmo :( Beijos

Karen Rohr disse...

Queli, seu post me emocionou muito porque, recentemente, passei pela mesma coisa que você! Não é fácil quando nossos filhotes não querem mais mamar no peito.
Quando Luigi completou 3 meses e fomos na consulta de rotina, ele não tinha engordado nem crescido nada em 1 mês, aí o pediatra passou complemento pra ele. No início ele mamava peito e NAN, mas depois ele viu que era mais fácil de mamar na mamadeira e o NAN deixa ele de barriguinha cheia, e aí largou o peito. Ele preferiu o NAN do que o meu peito! Amiga, me senti a última das mães, a pior do mundo!!! Depois de 1 mês, ele cresceu 6 cm e engordou 1,4 kg, ele crescia a metade disso quando mamava no peito!
Com o Isaac, pelo que eu vi, foi uma coisa natural, um processo, um dia isso ia acabar acontecendo mesmo. É duro pra gente porque eu também tinha vergonha de tirar o peito pra fora em lugares públicos rs, mas AMAVA amamentar! Era o meu momento especial com o meu pequeno! Mas olha, nada disso é culpa sua viu? Eu entendi que não somos mães piores só porque os nossos filhos não mamam mais no peito. Isso é sinal de que eles estão crescendo e, por incrível que pareça, já estão fazendo as próprias escolhas. Gostei muito do que você disse sobre respeitar os nossos filhos mesmo eles ainda sendo bebês, e concordo. Força, viu?? Esses sentimentos ruins vão passar logo, logo!

Beijosss e tudo de bom pra vocês ;)
(desculpa o comentário gigante rsrs)

http://meucontodefraldas.blogspot.com

Kariny disse...

Oi flor, estou passando para desejar um final de semana abençoado pra vocês, e agradecer pelo carinho de sempre! Ah, e pode ter certeza que logo logo o Isaac vai estar pedindo um cachorrinho viu, pode ir se preparando rsrs, beijos

Carol Liôa disse...

own amiga! acxei muito fofo seu post! eu ñ senti isso mas juro q tenho iveja e gostaria ter sentido, a Clarice ñ mamou então ñ passei pelo desmame, me maxucou muito, mas ñ senti a falta d amamentar, e eu axo lindo vc sentir isso, sabe pq? pq vc é mãe, e ama seu filhote! bjs

Camila Sabino disse...

é amiga o desmame sempre dói em nós mamães, mas não fique assim não vc o amamentou até quando ele quis. Parabens a vc