terça-feira, 18 de setembro de 2012

Já que eu trouxe pra cá...

...Vou explicar .

Depois de uma longa "conversa" com meu marido deixei a critério dele se eu sairia ou não do trabalho.
Tive meus motivos pra dizer que não trabalharia mais, mas eu quero deixar claro pra vocês que não quero sair do meu emprego. Preciso dele e gosto muito de ganhar meu dinheiro.
Houve um tempo em que fiquei desempregada e deprimi. Chorava dia e noite. Corria atrás , colocava currículo , ia as entrevistas mas nunca era chamada. Era um tempo muito difícil, não financeiramente falando, mas eu me sentia o fracasso em pessoa. Estou acostumada a trabalhar.
Eu não deixei de trabalhar após a licença maternidade pq eu amo o que faço. Claro que por muitas vezes eu pensei em desistir do trabalho pra ficar com meu bbzinho em casa, mas sei que eu enlouqueceria sem meu trabalho.
Graças a Deus eu trabalho bem perto da casa da minha mãe e é ela quem cuida do Isaac pra eu trabalhar. Sempre passo lá na hora do almoço pra estar com ele.
Sempre estou por perto, sempre sou eu que o levo ao médico e quando ele está doente eu sempre fico em casa com ele. Eu tenho conseguido participar e viver os momentos mais marcantes do desenvolvimento dele. Meu emprego não tem me atrapalhado de estar com meu filho, mas me dói quando chego na casa da minha mãe e ele chora pra ficar comigo, me dói qndo ele pede atenção e eu estou ocupada fazendo minhas tarefas domesticas...
Mesmo assim eu quero continuar trabalhando, só dispensaria o emprego se fosse longe.

Voltando ao inicio... toda essa coisa começou pq os homens acham que a vida de uma mãe é fácil demais.
Eles acham que a gente tem o poder de dar conta de tudo e muitas vezes querem exigir que a gente gaste até a nossa ultima gota de energia. No momento de raiva misturada com a vontade de fazer ele entender que não sou uma super mulher acabei jogando essa responsabilidade de decisão (eu trabalhar ou não) pra cima dele.
No final ele pensou bem e parece que vai doer no bolso, já que eu ajudo com algumas despesas em casa.
Então por enquanto estou aqui trabalhando.

Mas explicando a vcs outra coisa. Se eu sair do trabalho vou ficar em casa somente por 6 meses no máximo pq logo depois vou procurar outro trabalho, mas daí tem que ser um trabalho em que eu ganhe bem mais pra poder pagar alguem pra cuidar da minha casa.

Essa rotina tá me matando, até por que eu não consigo manter uma rotina. Tem semanas que dou conta de tuuuuudo, mas tem semanas que não. E agora Isaac tem exigido atenção demais e só pra mim. Antes ele me deixava de lado pra ficar com o pai, mas agora é um grude comigo. Ele me puxa pela mão pra eu sentar e ver televisão com ele. Eu tenho que deixar tudo que estou fazendo pra ficar com ele. Isaac não aceita que o pai faça o meu papel.kkkkkkk
Ele tá carente de mim, mesmo eu estando sempre com ele.
Imaginem como fica o meu coração.

Então é isso. Sigo trabalhando,mas se eu perceber que preciso REALMENTE dar um tempo eu saio correndo.

Bjs

6 comentários:

Andreia Cristina disse...

Vida de mãe não é fácil mesmo! Quanta coisa pra gente né? Mas é isso, segue seu coração...
Bj!

Cláudia Leite disse...

Ai Queli...
Quanta coisa pra se pensar neh!
Eu sinto que a bella está precisando mais da minha presença agora, quem disse que quanto mais velhos eles ficam independentes neh? Na verdade, agora eles nos cobram, e isso pesa!

bjo!

Anjinho disse...

Amiga, um conselho de uma tentantes, mas, q já trabalhou em creches, tem experiencias com crianças e é formada em educação.
não sai do seu emprego por isso, vc só falou bem dele, dos pros e dos contras, ñ pense q pelo fato de vc está em casa vai diminuir suas tarefas domésticas, pelo contrário, só vai aumentar, pois seu esposo com certeza vai cobrar mais de vc por está em só em casa cuidando dos afazeres domésticos, vai por mim.
Acho q vcs deveriam conversar e vc conversar mostrar para ele q ele tbém deve lhe ajudar nas tarefas domésticas já q vc o ajuda nas despesas de casa. Vc acha q está preparada para depender financeiramente total do seu esposo? e unir todas essas qualidades q vc já tem no seu emprego num novo, acho mto difícil viu.
Vc tem sua mãe para lhe ajudar com o seu pequeno o q vc quer mais da vida? pense nisso.
Se vc fosse funcionária publica ia jogar tdo pro alto?
olha, o isaac está crescendo, creio q no próximo ano ele já poderá ir para a escolinha e com certeza ele ficará mais independente de vc, talvez esse grude pode ser exatamente pelo fato de vc ficar mto tempo com ele, mesmo trabalhando, ñ pense q pelo fato de vc ficar em casa ele vais er menos apegado, ledo engano, aí é q apega mesmo e o pior, ñ vai querer ficar mais com senhor ninguém.
Acho q vc tem q ter o seu tempo, o tempo de vcs como casal, seu tempo como mulher, vc precisa, pense nisso.
Tenho uma cunhada q tem dois filhos e ela saiu do emprego está para pirar pq ñ suporta mais ficar em casa, as crianças dele estudam e ela fica em casa um turno sozinha, eles brigam devido a diferença de idade e ela está estressadíssima e o pior, está quase enloquecendo meu irmão, pq está pra dá um ataque, sentindo-se inútil por ñ ter dinheiro nem para comprar um absorvente.
fica a dica.
amiga, eu trabalho com ´várias mulheres, todo mundo tem filho, marido,casa pra cuidar, sei lá, ñ vejo ninguém cogitar sair do emprego, rsrsrs.
bjokas e obrigada pela força.

Anônimo disse...

lido e entendido amiga, vc tah certa, faça o que for melhor pra vc e sua familia ! apoiada sempre!!!! bjao meu e da lolozinha tb.

Luiza Navarro disse...

Dificil neh amiga???
mas pq vc vai sair de um pra entrar em outro??
eu achei q tu ia sair definitivamente pra cuidar dele em tempo integral!
Mas eu acho certo q vc converse com seu marido, pra depois ele nao te culpar de nada e vc ter a consciencia tranquila tbm q pediu a opiniao dele. achoq vc fez certo.

Rafa tbm ta um grude comigo...ate pra dormir, ela dorme na cama dela, mas me segura a mao, ou o braço com as duas maos, e agarra firme, e encosta na cabecinha dela, pra eu nao largar enquanto ela nao dormir...acho mto fofa, mas ao msm tempo fico toda dolorida. e por outro lado compreendo bastante, è pequena, quer carinho, quer colo..e eu dou.
Bju cumadi.

Rafaella disse...

Não é facil querida...
Mas é sua independencia, é um momento que vc esta fazendo algo para vc...
Se pecisar de ajuda do marido, peça, porque senão vc fica esgotada, nervosa e a culpa fica para você...
Imagino como deve estar corrido...
Tomara que de uma acalmada por ai ;)
Bjs